LAB MAPE.ANDO

MOB + EXPERIMENTE BRASÍLIA

Realizado em 2 edições, a primeira no Museu Nacional da República e a segunda no Brasília Shopping, o Lab Mape.Ando fez parte dos eventos de comemoração de um ano do projeto Brasília Cidade Criativa cocriado pelas meninas do Experimente Brasília e guias locais brasilienses apaixonados pelo quadradinho.   

O Brasília Cidade Criativa é uma plataforma para impulsionar a efervescência cultural dos protagonistas locais do DF, tornando Brasília uma cidade que se reinventa permanentemente. Foram 10 experiências urbanas e 5 labs mão-na-massa que inspiraram, tocaram e conectaram pessoas e cidades. O produto final disso tudo foi o mapa Cool Destination, onde foram reunidos todos os locais por onde o Cidade Criativa passou ao longo do ano, podendo agora ser experienciado por qualquer um que o deseje. 

Inspiradas pela proposta, cocriamos o Lab Mape.ando dividido em duas partes: um painel de post-its onde  as pessoas podiam escrever qual era o seu lugar preferido na cidade, expandindo as possibilidades do mapa Cool Destination, e um mapa interativo de destinos afetivos e cotidianos, onde cada um era convidado a refletir acerca de seus destinos e como eles se somavam ao de outras pessoas além da forma como se distribuem.

Muitas vezes, os mesmos lugares cotidianos eram os afetivos e vice-versa. E muitas vezes também, os lugares afetivos não eram os cotidianos. Fica o questionamento, porque não usufruímos com mais frequência dos lugares que mais amamos da nossa cidade? Nos estender por nossos lugares queridinhos de Brasília por algum tempinho é uma forma de ocuparmos os espaços públicos no dia a dia.

 

Quantas vezes utilizamos locais fechados, muitas vezes com acessos restritos e pagos, como lugar de passeio, de distração ou de uso cotidiano, e subestimamos as possibilidades e trocas que só a rua e nossos espaços comuns podem proporcionar? A rua é democrática, é palco de interação da diversidade. Dar essa importância à rua é perceber que existem sim espaços onde podemos conviver com as diferenças e dessa forma ser possível nos aproximarmos e sermos mais empáticos.

Na 2ª edição, propusemos ainda o painel interativo: "Para mim Brasília é..." e pedimos para que as pessoas pudessem tentar definir a Brasília de hoje. Muitos definiram Brasília como "meu lugar", "minha casa" afinal falar de cidade é como falar, ou deveria ser como falar, da nossa casa, do nosso quintal. Esta apropriação da cidade enquanto "minha" ou "nossa" nos faz pensar no próximo passo também...se essa cidade é minha, o que eu faço por ela? Com ela? Nela? A gente se apropria de Brasília também para provocar mudanças?

Vale o destaque também para algumas outras falas como: "cidade que sonhamos, cidade que inventamos", "Um retângulo para gente quadrada", "dis tan te" e também aquele lembrete de que Brasília sempre foi e sempre será multicultural pois ela foi "Feita pelo Nordeste!" e por tantos outros. Uma cidade política, viva, bonita, "onde o céu se confunde com o lago Paranoá" e muitas, muitas declarações de amor pela nossa Brasília.

Foi interessante perceber as diversas formas como as pessoas se apropriam e experimentam nosso território, e através de plataformas simples e visualmente claras poder fazer disso um espaço para trocas e interação, aumentando a conexão de vivências, espaços, distâncias e pessoas. Entender como partilha-se um mesmo território de formas tão particulares e ao mesmo tempo tão similares.  

galeria

1ª edição

1/1

galeria

2ª edição

Parceria

experimente brasília

© 2020 por MOB